quarta-feira, agosto 29, 2007

A história inverte-se

Fui ontem almoçar a um restaurante brasileiro. A comida era boa, mas fico chocado ao pagar 3 euros por um simples pudim (!!!), e duas amigas minhas pagarem 3 euros por um simples copo de sumo de laranja.
Há 500 anos invadimos o Brasil, pilhámos os índios brasileiros, trocando o nosso pechisbeque pelo valioso ouro deles, e obrigando-os a converterem-se ao evangelho. Hoje, chegou a vez deles nos invadirem, venderem-nos música de qualidade equivalente ao pechisbeque, darem-nos seitas religiosas, e ainda nos cobrarem por uma simples sobremesa o equivalente a dois quilos de ouro.
A vingança é um prato que se serve frio, e a que eu conheci ontem ainda veio acompanhada de caramelo.

7 comentários:

Luís Rocha disse...

Implicar por implicar.

Se não reclamou ou pediu o livrinho vermelho, como faz sempre, é porque sabiado preço e comeu o que quis comer pelo preço que lhe ia cobrar.

Não percebo o texto ressabiado.

Pedro Sá disse...

Este post é profundamente ridículo. 3 euros por uma sobremesa só nos restaurantes mais baratos é que não é o preço delas.
Só por ser brasileiro é que tinha que ser mais barato ? Que ridículo.

DJ disse...

Vocês são muito sensíveis... felizmente que os visados não vêem da mesma forma. :)

Luís Rocha disse...

Tive um comentário aqui que foi censurado.

DJ disse...

Luís,

este não é um blogue do Estado, e eu não sou um representante dos portugueses. Mas nem por isso este blogue deixará de ser um local de respeito.

Pinokio disse...

Já deixou, quando um autor tem a mania que só a sua opinião serve e prevalece, mesmo sem haver insultos, censura todas as opiniões para o qual não tem argumentos.

Luís Rocha disse...

DJ

O texto que vc me censurou continha:

a) uma frase, da minha autoria, em "português do brasil" à semelhança do que VC usou no post do Pepe.

b) frase essa que evidenciava o seu exagerado uso do Livro de Reclamações, conforme se torna patente no texto da Vodafone e é por si assumido "Do livro de reclamações TAMBÉM NÃO SE LIVROU esta loja."

c) uma transcrição integral do texto da SUA autoria, onde "A Portuguesa" é ridicularizada.

Como tal, sou a discordar da sua mensagem explicita e implicita, como seja

Implicita: não lhe faltei ao respeito.

Explicita: Este Blog não é um local de respeito, como aliás evidencia bem a hipocrisia e o total desrespeito por tudo e todos, excepção feita ao umbigo, do seu autor, DJ.

Tenho dito. Censure se quiser.