segunda-feira, junho 25, 2007

Museu Berardo

A sua colecção vale 316 milhões de euros, mas só no primeiro ano o Estado vai gastar 3 milhões com a sua gestão. Hoje vai haver um jantar protocolar de abertura da exposição, com 800 convidados, nos Jerónimos. Terá sido Berardo a suportar estes custos? Não me parece. As entradas serão gratuitas até amanhã e funcionários públicos e sócios de clubes terão entrada gratuita até Dezembro. Quem suportará os custos destas visitas? O Estado.
Berardo diz que o Estado deve procurar patrocinadores para que seja possível a exposição ser gratuita para todos. O Estado devia dar-lhe ouvidos e fazer como ele. Joe Berardo conseguiu o maior sponsor que qualquer português deseja ter: o Estado. E paga mais que muitos patrocinadores de clubes de futebol. Aliás, não paga o Estado, pagamos todos nós. Não sei se Berardo vai acabar por comprar o Benfica e por grandes vedetas a assinar pelo clube, mas que ele conseguiu celebrar o contrato da sua vida, isso possivelmente conseguiu.

4 comentários:

Pinokio disse...

Tendo em conta que muitos museus já são gratuitos para terem visitas não vejo o problema. Ele ainda doou a sua colecção para o publico e é mau?? Podem muitos ter vantagens, mas é uma mais valia para a cultura. Tendo em conta que está como serviço publico. Quantos museus não gastam mais e desses não reclamas.

DJ disse...

Ele doou o quê?!

Pedro Sá disse...

Pois aqui estou em total desacordo com todas as posições expostas.

O Estado não deveria ter feito isto. Cultura é tudo aquilo que é produzido pelo homem, e é algo de tão subjectivo que é impossível de qualquer avaliação objectiva, designadamente de qualidade.

Logo, a única solução possível é o Estado abster-se totalmente de intervir.

Luís Rocha disse...

Se há pessoa que não suporto é o Joe Berardo.

O gajo até é bom nos negócios, mas arroga-se a sócio de capital de Portugal e no fundo não passa de um retornado...à escala.

Não devo nada a esse senhor, portanto repugna-me pensar que ele age como se se passasse o conrário.