quarta-feira, maio 30, 2007

O limite do ridículo

Um pé já passou a fronteira do ridículo, e o outro para lá caminha. Este assunto de Madeleine, Maddie, ou como raio se chama esta miúda que tortura os portugueses diariamente e que já me faz perder a paciência, é um assunto que já está pior que novelas mexicanas, brasileiras ou filmes americanos para ver num domingo à tarde.
O cúmulo passa pela visita dos pais da criança ao Vaticano, para serem recebidos pelo Papa. Mais absurdo e triste do que passar a Missa aos domingos, é termos canais portugueses a transmitirem em directo a recepção do Papa ao casal inglês, como se de uma Missa extraordinária se tratasse, ou se da visita de um Chefe de Estado se tratasse. É ridículo! Não há palavras para todo este mediatismo e para os limites que isto já quebrou! O Papa receber estes pais é demais, a transmissão televisiva idém, um milionário pagar-lhes um avião nem se fala, enfim...
No meio de tudo isto, começo a profetizar os próximos passos deste casal: vão ser recebidos por George Bush, pela Rainha de Inglaterra, vão começar a ser convidados por Al Gore para palestras sobre o aquecimento global, e vão ter um lugar na política inglesa, pela representação que têm do povo, etc. Com jeitinho, daqui a alguns anos, candidatam-se à liderança de um partido e vencem as eleições pelo facto de serem os coitadinhos a quem raptaram uma filha por culpa deles próprios. Ninguém pára os McCann!! E alguém lembrar-se de apresentar a dita queixa pela negligência com que eles cuidaram dos filhos e pela exposição e abandono? Ninguém se lembra, pois ainda são heróis e vítimas no meio disto tudo!
Tudo isto serve para podermos ver até onde vai o poder da comunicação social e a forma como consegue colocar lá em cima quem quer, e colocar lá em baixo os alvos que quer abater. Mais uma vez se prova que a política, por exemplo, é feita dependendo da comunicação social. Não são as campanhas que vencem as eleições, nem as arruadas, são os media.

5 comentários:

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Concordo em absoluto com o aqui escrito. De facto, "não há palavras para todo este mediatismo e para os limites que isto já quebrou!"

Joaninha disse...

concordo plenamente com vocês... isto já se tornou num circo autentico. acho vergonhoso que os nossos canais televisivos continuem a alimentar esta história quando nada fizeram pelos milhares de crianças portuguesas que desapareceram.
é triste...

Pedro Sá disse...

Transmissão EM DIRECTO ? Bem isto é mesmo um poço sem fundo...

kitty disse...

A sorte deste casal ter tanto mediatismo, foi a filha deles ter desaparecido num país com uma comunicação social do 3º mundo! Se esta miuda tivesse desaparecido na França nem se teria falado nela.

Pinokio disse...

Realmente eu já mudo de canal quando se fala nesta miuda ou no caso da esmeralda.Já farta tanta hipocrisia e incompetencia por parte dos poderes portugueses.Sobre a esmeralda só o facto de dois raptores estarem na rua e não na prisão, onde deveriam estar é simbolo de justiça podre neste país.

Só assim para finalizar, já repararam que o papa parece o Dark Sidious, aquele do lado negro da força no Star wars ?? É que parece mesmo.