quinta-feira, junho 01, 2006

Remember 2001-2006 (parte V)

O 3º Ano foi o que me mais me mostrou aquilo de que realmente sou capaz... quando quero! E, é a prova mais que viva, que tudo se consegue, quando se quer de verdade!
Tinha 2 cadeiras em atraso, do 1º ano, que decidi deixar para fazer em avaliação contínua no 3º ano, para ir para o 4º com tudo limpo. Andava a ter 2 cadeiras de manhã e 5 de tarde (sem contar com a tal hora "pendurada" de Reais numa qualquer manhã de cada semana). Meti na minha cabeça que tinha que fazer tudo, e lá parti eu à aventura! Fui com avaliação contínua às 7 cadeiras, algumas com boa nota, como por exemplo Reais e Fiscal com 14, Comunitário I e Ciência Política com 13. Fiz 1000 testes, 1000 participações de aula. Raramente faltava, e nesse ano ainda tirei o curso de italiano da AAFDL. Havia tempo para tudo. Ah... e ainda tinha tempo para sentar, dormir, fazer 0, e ir às 1000 festas, bem como dedicar-me às eleições da AAFDL, e ainda ao dirigismo associativo. Estive em todas!
Chegou a altura dos exames, e reparei que os dois exames das cadeiras do 1º ano que tinha para trás, coincidiam com os dois exames de duas cadeiras do 3º ano, uma delas era "cadeirão": Obrigações! Podia ter adiado para a fase de coincidências, mas propus-me fazer os exames no mesmo dia, sem adiar: Obrigações com Ciência Política e Direito Constitucional, e Economia Política com Comunitário I. 3 dias depois destes últimos 2 exames, tinha o exame de Reais. Resultado: Em 7 exames dispensei 5, e só fui a oral às cadeiras do costume: Obrigações e Processo. Num dos dias que calharam 2 exames (Economia e Comunitário), tive 13 em cada um dos exames. Foram 2 dias, em que passei 6 horas de cada vez em exames. Saía de um todo estoirado, almoçava e sigaaaaaaa lá vinha o próximo! Fui à oral de Obrigações e safou-se bem. Processo idém (obrigado Dr.ª Elsa Dias Oliveira... muito minha amiga foi naquela oral). Nunca mais me esqueço da mais célebre bacorada "em caso de incompetência... mandamos o Processo para Itália". Fora outros preciosismos que me foram perdoados!
Resumindo: fiz 7 cadeiras de uma virada, com direito a 0,7 de acréscimo na média, um curso e a actividade associativa correu de forma positiva. Ou seja, resumindo (parte 2): quando queremos mesmo algo, e damos o nosso melhor, tudo conseguimos! Basta ter força de vontade, e lutar!

Não faço a referência a estes episódios, para exibicionismo público. Faço-o para que todos aqueles que se sentem com a corda na garganta acreditem que é possível! Basta crêrem e lutarem, e quando há força de vontade, temos a recompensa devida! Acreditem sempre nas vossas capacidades. Não se subestimem! 2003/04 marcou-me bastante, e ao longo da minha vida vou lembrar-me do que consigo fazer... quando quero!
Decidi anexar a capa do Lucy In The Sky With Diamonds, dos Beatles, porque quando o ano terminou, realmente senti-me completamente pedrado! E de cada um daqueles exames que saía, vinha mesmo mesmo mesmo "high"!
Neste momento tenho 3 missões quase impossíveis: tirar um 15 a Trabalho, um 13 a DIP, e um 15 a Ambiente! Uma coisa garanto: posso cair por cansaço, mas jamais por falta de trabalho!

3 comentários:

EuMulher disse...

Não existem missões impossíveis. Tu consegues! No fim vais ter de ouvir Lucy in the sky with diamonds!Secalhar na versão Dj in the sky with diamonds!Coragem... já falta pouco É mesmo so o sprint final,e para isso andaste a treinar estes anos todos.Boa Sorte!Um Guerreiro nunca se afasta da luta até ao fim e sabe que a atitude interior é a mais válida!

DJ disse...

Obrigado pela força EuMulher. A prova em como não existem provas impossíveis, foi ter classificado estes meus objectivos como "quase impossíveis", não totalmente impossíveis. O importante é dar o melhor. O resto... são contas.

Fábio Raposo disse...

Mas tás a kerer enganar kem? Devias era dizer ao pessoal k fizeste cpcd pk tavas na enorme sub-turma 13!!

ROTO!