quarta-feira, dezembro 28, 2005

Ainda sobre o tema do Racismo...

Um assunto que merecia ser tratado já há muito tempo mas que, inxeplicavelmente muita gente, e principalmente os políticos e os jornalistas em geral têm vergonha de se pronunciarem sobre ele, é a questão retaltiva ao crescente racismo que os filhos dos imigrantes africanos das ex-colónias têm para com os portugueses de raça branca.

Não sejamos hipócritas: quem vive perto dos bairros problemáticos do nosso país ou quem já viveu a realidade de conviver diariamente com esses jovens sabe muito bem do que estou a falar. Quase que me atreveria a afirmar que estes jovens têm um ódio mortal para com os brancos, embora não se perceba muito bem porquê. Será por os seus antepassados terem sido escravos de Portugal? Será por os portugueses terem explorado as suas terras para proveito próprio e não as terem desenvolvido para benefício da comunidade? Será porque os seus pais na sua maioria terem empregos inferiores aos dos brancos?

Sinceramente não consigo perceber. O que sei, e nisso tenho que dar razão ao meu amigo DJ, é que estão muito menos integrados na sociedade portuguesa esses jovens do que os seus pais, que vieram de outros países e trabalham honestamente para sustentarem as suas famílias e que, lamentavelmente, passam a vida a praticar delitos, comos eja o de assaltarem, ofenderem e agredirem pessoas, muitas das vezes gratuitamente e até a pessoas de idade.. É esta a realidade, nua e crua.

Tudo o que afirmei não é por ouvir dizer ou fazer apenas uma suposição. Vivi numa terra que tinha um bairro em que na sua maioria apenas viviam esses tipo de jovens e sofri na pele as agressões, verbais e físicas, e sei que é este de facto o modo de pensar desses jovens. E não tenho pudor nenhum em afirmar que se toda a gente censura os skins por estes praticarem agressões contra negros, também estes jovens negros ao praticarem agressões contra brancos, praticam racismo.

Mas nessas alturas não vejo o SOS Racismo a intervir e a censurar esses actos. Nem o Bloco de Esquerda.

1 comentário:

DJ disse...

Subscrevo por inteiro! Eu sempre fiz parte deste tipo de bairros problemáticos, e só não me acontecia nada, porque os conhecia e me tratavam por irmão.
Na verdade, não há racismo nenhum. Só queremos igualdade de tratamento. E, tanto é racismo um skin agredir um negro, como um negro agredir um branco só porque este o é. Ninguém vê um negro assaltar ou agredir outro! A não ser que esteja em disputa alguma mulher. É tão racismo uma como outra! Subscrevo por inteiro este post!