sábado, novembro 05, 2005

Um Candidato Nacional ao Serviço dos Portugueses

Relembrando um texto que tinha escrito no meu blog, venho por este meio mostrar o meu apoio à candidatura de Mário Soares.
Mário Soares anunciou em Setembro o que todos esperavam: “ Aceito candidatar-me a Presidente da República” – disse Soares, num discurso entusiástico e optimista em que anunciou a sua corrida a Belém.
Vários defeitos têm sido apontados pela Direita à candidatura de Soares, em especial a idade e a falta de alternativa da esquerda. Quer o autor deste blog, humildemente, refutar estas críticas e apontar as virtudes da candidatura desta figura central da democracia portuguesa.
Ora, Soares tem de facto 81 anos. É um facto conhecido, atestado por todos e que ninguém tenta ocultar ou negar. No entanto, Soares é um homem lúcido, jovem de espírito e alguém que afirma “ recusar morrer antes de chegar a sua hora”. Está no pleno das suas capacidades físicas e mentais e, quando assim é meus amigos, a idade só pode ser uma vantagem. Cavaco já vai a caminho dos 70 e, meus amigos, tal idade seria tão pouco recomendável como a de Soares se defendermos um Presidente fisicamente jovem. Não será um bom argumento para decidir se uma candidatura presidencial é, ou não, útil ao país.
A esquerda apresentou vários candidatos. O Bloco de Esquerda e o PCP apresentaram já os seus candidatos presidenciais e uma ala do PS apoiou Manuel Alegre. Todavia, o PS soube interpretar bem as tensões socio-políticas e perceber que Mário Soares não seria o candidato do PS, mas sim um candidato nacional apoiado pelo PS. E isto poderá fazer toda a diferença.
O maior partido da oposição (PSD) está, de facto, numa situação difícil. O Governo liderado pelo Eng. José Socrates tem implementado um série de medidas utéis e corajosas mas algumas delas impopulares. Todavia, o PSD tem realizado uma oposição medíocre, mostrando que neste momento não é uma alternativa forte.
Daí o surgir da candidatura do Prof. Cavaco Silva, apresentado pela Direita como "salvador" da Economia Portuguesa e do País. É esta a mensagem que o PSD e o CDS-PP querem passar aos portugueses: é urgente eleger o Prof. Cavaco Silva pois apenas ele poderá estagnar esta cobra venenosa que corrói o nosso país e que dá pelo nome de défice público.
Cabe perguntar onde esteve Cavaco nos momentos de crise em Portugal nos últimos anos? Qual foi o seu contributo para solucionar esses mesmos problemas? Quais as soluções preconizadas por Cavaco Silva? Onde esteve ele? Eu respondo: Nowhere to be found or to be bothored, if you wish!

Mais do que isto / é Jesus Cristo/ que não sabia nada de finanças/ nem consta que tivesse biblioteca - Fernando Pessoa

Que eu saiba, o Presidente da República não legisla, não intervém na Economia. Para isso elegemos uma Assembleia Parlamentar, um Governo com maioria absoluta.
Não é a resolução do défice o que esperamos do próximo Presidente. Esperamos um homem capaz de estimular o diálogo na Sociedade Portuguesa, um homem que saiba avaliar as tensões sociais, um homem que una os Portugueses em torno das questões que abrandam o nosso desenvolvimento, um homem que inspira os portugueses a superarem-se. Esse homem nunca poderá ser Cavaco. Não menosprezando a sua capacidade científica enquanto Professor, sem desvalorizar o papel importante que teve num período concreto da nossa história recente, Cavaco Silva sempre foi um homem avesso ao diálogo, um homem pouco inspirador, um homem que já mostrou não ter a capacidade diplomática de gerir conflitos com a conduta exigida a um Presidente da República. Um homem que diz que os referendos são um desperdício de tempo porque o Povo Português é estúpido não me parece poder assumir esta suma funçao de Presidente.
Soares reconhece que vivemos um “momento de crise, de desorientação e de indiferença” mas, ao contrário do que alguns querem fazer crer, afirma que “o abrandamento económico e os défices não são fatalidades insuperáveis”. A história assim o diz. Mas o que cabe realçar é a mensagem de Soares quanto à campanha de Cavaco, centrada unicamente na Economia e no problema actual do défice: “ A economia é extremamente importante, ninguém o ignora (...) Mas a economia está ao serviço das pessoas e não as pessoas da economia. O que faz andar o mundo são as ideias e a vontade das pessoas”.
A figura do Presidente da República é a de um moderador, função essa que Cavaco parece inapto para desempenhar.
Pelas razões anunciadas não vou votar Cavaco. Não por ser o candidato da Direita. Mas por lhe faltar as características essenciais de um grande Presidente da República.

5 comentários:

Poeta Irreverente disse...

Como não posso concordar com o conteúdo deste post, aqui vai a minha refutação, ponto a ponto:

- Discurso entusiástico? É unânime na crítica que foi um discurso enfadonho, vago, entediante e sem objectivos, um verdadeiro conjunto de lugares comuns;

- Pessoa lúcida? Nem sequer sabia há pouco tempo que o diploma acerca do referendo do aborto já estava para apreciação no Tribunal Constitucional... E não é um assunto assim tão pouco importante para quem quer ser Presidente da República;

- Cavaco a Caminho dos 70? Tem 66 anos , acho que ainda é uma diferença significativa, 15 anos de um para o outro;

-Manuel Alegre não era o candidato ideal do PS? Então como é que explicas o facto de em sucessivas sondagens ele estar à frente de Soares? Se calhar não é bem assim;

- Candidato independente? tu mesmo referes no teu post, e passo a citar "o PS soube interpretar bem as tensões socio-políticas e perceber que Mário Soares não seria o candidato do PS...".
Achas mesmo que isto é independência? Acho que não;

- O maior partido da oposição faz oposição mediocre? Deve ser por isso que ganhou as eleições autárquicas e as principais Câmaras do País;

-On esteve Cavaco Silva nos últimos anos? A trabalhar, no sector privado, longe da vida política mas perto da vida real, mas avisando o país acerca do mal que os diversos governos iam fazendo ao país, quer PS como PSD. Mas sei onde esteve Mário Soares: a viver das reformas douradas que aufere dos seus inúmeros cargos políticos, e a manifestar-se ao lado do Bloco de Esquerda em diversas ocasiões;

- O Presidente da República nã intervêm na economia? Pois não, mas é necessário uma figura credível e com grande competência para puxar a economia para cima, e essa figura certamante não é Mário Soares;

-Mário Sores figura do diálogo? Deve ter sido, principalmente quando era uam força de bloqueio dos Governos de Cavaco Silva;


Vai-me dar uma enorme satisfação ver Mário Soares finalmente varrido da politica activa. E ter Portugal um Presidente à altura dos seus desígnios. E essa pessóa é Aníbal Cavaco Silva.

Filipe de Arede Nunes disse...

Candidato a Presidente da República? Nem que estivesse maluco!
As palavras podem não ser as exactamente proferidas pelo Soares, mas não estarão muito longe! Face a isto, está tudo dito!
Ah! Como é obvio o meu apoio recairá em Cavaco Silva!

DJ disse...

O Mário Soares não pode, nem deve ser Presidente da República (nem sequer Candidato), porque:
- O Presidente da República é mais que um moderador, e MS nunca teve grande coisa para moderar (logo, falta-lhe experiência neste aspecto), como tal nem modera, nem faz nada a não ser voltar a ser eleito PR;
- Cavaco Silva referiu já vezes sem conta que o ser moderador é um papel secundário do PR. Existem outros papeis mais importantes e activos do que... moderar! Moderar é importante, mas é graças a PR's passivos que se limitam a moderar que se calhar os consecutivos Governos não atinam.
- Cavaco Silva mostra cada vez mais vontade em ter um papel político interventivo na política nacional e internacional. Parece um rapaz de 18 anos que prestes a estrear-se na equipa principal do seu clube. Mário Soares não parece muito motivado nem animado.
- Mário Soares só fala em Economia e em querer puxar os jovens. Cavaco Silva demonstra muita motivação e abarca temas como economia, juventude, desemprego, impulsão e dar pontapé na crise!
- Cavaco Silva motiva-nos comparando a sua actuação em Portugal assim que for eleito, com a ascensão da Irlanda; Mário Soares... não sei...
- Mário Soares na falta de argumentos, fala mal de Cavaco Silva para se sobressair como "a alternativa menos má". Já alguém viu Cavaco Silva falar dos seus opositores? Quando se tem qualidade e se é bom e se tem um projecto, não é necessário falar da concorrência.

Estes são alguns argumentos...

Space Cowboy disse...

A qual de vocês é que o Cavaco anda a fazer bicos? So faltam virem-se aqui nos comments...Ai Cavaco, AIIIIIIIIII!
Bichas doidas...

acnp disse...

Na minha opinião, podendo dá-la sem correr o risco de ser demasiado facciosa porque não nutro mais do que uma simpatia por 1 dos candidatos a estas eleições, a candidatura do Dr Mario Soares parece-me bastante ridícula. Primeiro, porque se acusa o Dr Cavaco Silva de ser "político profissional", com que moral se candidata ele pela segunda vez ao mesmo cargo?! Fá-lo por quê? Amor à patria? Tá bem, abelha! Depois há um pormenor que me enerva imenso (note-se que não é um facto exclusivo deste político mas, infelizmente, da maioria deles!!)... Porque têm eles de tentar difamar o adversário para fazer a sua propria campanha??!!Plos vistos nem eles encontram argumentos suficientemente bons (e limpos) para se autopromoverem, como querem convencer alguém?! E por fim...o sr tem 80 anos...devia era querer sopas e descanso! Não digo que se sente num sofá, com a mantinha nas pernas, à espera de morrer...Ele que continue activo e a nutrir interesse pla vida do país, mas já desempenhou o papel que tinha a desempenhar, agora devia dar oportunidade a outros...(a não ser que, arrogantemente, se considere mais capaz e melhor que qualquer outra pessoa)e com isto não me refiro a ninguém em especial! É so a minha humilde opinião...;)