domingo, novembro 13, 2005

A Doutrina divide-se!

Atentem à imagem que vos é apresentada. Um indivíduo a comer um pão, hamburguer, o que for. Diz-se que é o indivíduo que come o pão, porque é o pão que entra na boca do tipo. Não se diz que é o pão que come o tipo! Como tal, este tipo que se vos apresenta aqui a "postar", vem esclarecer-vos sobre uma expressão que assola todo e qualquer português que se preze. As pessoas têm a mania de dizer que é um gajo que "come" uma gaja! Como isso é falso! Reparem: o que é que entra no quê? É ele que entra nela (como o pão na boca do homem), ou é ela que entra nele? A segunda hipótese é possível, se ela recorrer a toques rectais, etc. Aí sim, é o homem que come a mulher! Tirando isso, este sexólogo que aqui se apresenta, vem esclarecer-vos que a partir do momento que se dá a inserção do pénis na vagina, no ânus, ou na boca, é a mulher que come o homem! O que é que muda entre a mulher inserir na boca um bife, um pão, o que for e... um "pénes"? Rigorosamente nada. Pode questionar-se o prazer que num é maior que no outro, e às vezes também as há que sentem mais prazer a comer uma sopa de feijão verde, ou favas do que... propriamente outras coisas. A não ser que queiram continuar na ignorância sobre este fenómeno, mudem o vosso discurso já! A partir de agora, por cada vez que os homens tenham relações sexuais com uma mulher, devem dizer sempre "Aquela tipa comeu-me" ou "fui comido por aquela gaja". A não ser que as tenham comido mesmo através do método anteriormente indicado. Isso é com cada um... Mulheres que doravante tenham relações sexuais com os homens, toca de dizer às vossas amigas "Olha, comi aquele gajo!" ou então "Comi aquele tipo mas... nem tapa a cova de um dente"!


by Dr. Ale (Sex) Guerreiro

1 comentário:

Poeta Irreverente disse...

O que elas querem sei eu... Essa história do "coitadinha de mim que fui enganada e comida e ele agora deixou-me" já não engana ninguém!

A cada dia que passa andam cada vez mais kengas as gajas! Só não vê quem não quer!