sexta-feira, setembro 30, 2005

10 passos para fazer um Bom Político

Mostrar o candidato num escritório, assinando despachos em mangas arregaçadas, que sugere trabalho.

Exibir o candidato a abraçar e beijar criancinhas. Isso enternece o eleitorado.

Mostrar sempre o povo atrás a acenar para as câmaras, a levantar bandeiras e a entoar o hino da campanha.

Mostrar imagens de idosos perdidos, sobretudo as suas caras enrugadas em lágrimas, para expor a situação presente.

Filmar campos verdes e férteis, colheita de alimentos e rostos satisfeitos, simbolizando a situação futura, caso o candidato seja eleito.

Mostrar o candidato em cenários arrojados, sugerindo que essa característica fará parte da sua gestão à frente do País, da Presidência ou da Câmara Municipal.

Mudar a sua imagem: incluir roupas e adereços que encarnem a modernicidade.

Treinar o discurso contra a desigualdade social, que permitirá que se citem números, o que mostra conhecimento da realidade e se afirmem as obrigatórias promessas populares.

Produzir versões condensadas de debates na televisão, seleccionando os melhores momentos do candidato e os piores momentos dos adversários.

Humanizar o candidato, relatando a sua biografia ao som de música envolvente, com cenas da infância e fotos dos pais.

3 comentários:

DJ disse...

Isto só falhou com um tipo... o Guerreiro Menino.

Slash disse...

Apenas uma caracterista parece que nãó é fundamental.... Ser competente.

Ghostinhas disse...

futura profissão : gestor de campanha.