sábado, julho 02, 2005

Live 8

É do conhecimento público a minha opinião sobre África e também sobre este tipo de manifestações que regra geral produzem como resultado 0. Porém, acho que desta vez, é mesmo a única forma de poderem fazer alguma coisa. Porquê? O intuito do Live 8 é acima de tudo um Comércio Justo, bem como a Eterna Dívida Externa que abate qualquer país de 3º mundo. Ora, sendo eles de 3º mundo, e tendo por natureza, poucos recursos, o que será deles se estiverem a pagar "ab eternum" milhões e milhões de dólares aos EUA e a outros países? Uma coisa é alguém contraír um financiamento e ir pagando-o, com juros. Outra coisa bem diferente, é contraír esse financiamento, e pagar o mesmo, e além dele, pagar juros sobre juros, dado que os juros são livremente flutuantes. Ou seja, os países todos que são alvos da dívida externa (Portugal incluído), já pagaram o devido montante e os respectivos juros há décadas!!! Mas, como os juros são flutuantes, são devedores eternamente! A causa da eterna dívida são os juros bastante flutuantes, porque à medida que aumentam os juros, os países já estão a pedir emprestado mais e mais dinheiro para cobrir esses juros. Se o montante se encontrasse fixo, bem como esses juros, a esta hora, já ninguém devia nada a ninguém, mas como devem entender, os EUA e os outros países, não parecem muito interessados em perder fontes de rendimento, que sejam eternas!
Como tal, acho subhumano, os países estarem há décadas a pagar rios de dinheiro de uma dívida que já se encontra mais que quitada! As que não se encontram ainda saldadas, é bom que se fixe um montante fixo, de forma a que algum dia (ou século), a mesma acabe! Desde que paguem o que devem, tudo bem. Desta forma, acho também injusto os países desenvolvidos chantagearem o 3º mundo no que toca a Comércio, tendo ontem reparado num programa de TV que os Estados Unidos vendem os seus produtos a um preço mais barato do que os países africanos produzem os mesmos, fazendo desta forma concorrência desleal e quando se pode incentivar os agricultores a produzir mais, levam-nos à pobreza, porque se não escoam os seus bens, não os conseguem vender, e estragam-se!
É por estas e por outras quantas razões, que sou a favor do fim à "eterna dívida externa", dado que é completamente injusto, seja para quem for, ter que enfrentar uma dívida que sabe que nunca vai conseguir quitar. Alguns países já se recusaram a pagar mais, porque não têm como, mas países como os EUA ameaçaram-nos, fazendo com que os mesmos ficassem obrigados a pagar. Talvez se os EUA deixassem de ter peso em organizações como OMC, entre outras, as coisas se tornassem mais justas. Mas isso também cabe aos outros países desenvolvidos. Por isso, enquanto os políticos dos respectivos países desenvolvidos (Portugal incluído) nada fazem perante este cenário, e os países africanos, asiáticos e sul americanos, nada podem fazer, é bom que pessoas importantes façam este tipo de movimentos, porque é mesmo das únicas formas de se pressionar alguém a fazer algo.
Toda a gente sabe a minha opinião sobre África, e não a vou repetir, mas... acima de qualquer coisa sou a favor das condições humanas, e da justiça! Se já pagaram a dívida, por favor, extingam a mesma. Quem não pagou, sou a favor que pague e com os respectivos juros (não flutuantes)!

7 comentários:

Slash disse...

PELA DIGNIDADE HUMANA PELA JUSTIÇA .... CONTRA A ETERNA DIVIDA EXTERNA CONTRA O NEO COLONIALISMO ECONOMICO......PELO PRIMADO DO HOMEM SOBRE O DINHEIRO

LIVE 8


Ass. militante honorario do Pous

PedroSilveira disse...

É curioso a tua preocupação em afirmar: "Toda a gente já sabe o que acho de África". É curioso mas serve um pouco para atenuar a minha surpresa em escreveres algo como "é uma injustiça" depois de postares comments a defender a irradicação de imigrantes! :)

Slash disse...

Nunca é tarde para ver a Luz....

DJ disse...

Caro Slash,

a luz sempre foi mais do que vista! Não a passei a ver agora! Tudo o que penso sempre foi assim.

Caro Pedro,

Irradicação é uma palavra muito forte! Digamos antes "políticas de imigração" que expulsem de Portugal todo e qualquer "gringo" que não tem condições mínimas ou médias para viver aqui. Pobreza e criminalidade já basta a portuguesa. Mesmo esses que nasceram cá, não são portugueses: ainda agora saiu o tal estudo que diz que de todos os entrevistados, só 4% se identifica com Portugal. Logo: serão estes portugueses? Rua daqui com eles todos!
Mas, no que toca ao assunto que referi e que referi uma injustiça, é mesmo injustiça! Porque a toda a hora é um assunto que pode tocar-nos até a nós! Eu não entro naqueles disparates como vejo alguns a entrarem "temos que pegar fogo aos africanos... tiro na cabeça deles... deixá.los no oceano e afundar o barco", porque são seres humanos. O que acontece é que são seres humanos diferentes de nós. E não é por isso que se os vai exterminar. Sou a favor que tenham uma vida mais que digna, e o mais rica possível. Mas, que o sejam na terra deles, porque cá temos os nossos para apoiar primeiro! E o que acontece é que eles recebem casas, empregos, subsídios, e ainda assim roubam! Era tudo expulso daqui, e os 1ºs a receberem trabalho, casa e subsídio serem os nossos. A criminalidade ia disparar para baixo, chegando quase aos 0%. Não duvidem! O desemprego idém! A pobreza idém! Agora, temos que admitir que a política da dívida externa que se tem tido com países africanos (são os mais visados), sul americanos e asiáticos, é sem dúvida abusiva. E assim, ninguém poderá nunca desenvolver! Ainda que não tenham muito como o fazer ou não o saibam, é completamente injusto seja onde for, eu contrair um empréstimo e depois pagar o mesmo, e andar a pagar juros sobre juros há décadas! Foge ao princípio da proporcionalidade e até da Boa fé! Por isso, deixem que todos paguem APENAS o que devem, mais os juros respectivos! SÓ! Quanto à dívida dos PALOP a Portugal, acho a coisa mais bizarra e ridícula, eles ainda não terem pago o que devem e a dívida ser-lhes perdoada. Mas, enquanto não tivermos um Governo com TOMATES para os encostar à parede e obrigar a pagar o que devem, nunca vamos NÓS para a frente! Os outros exploram a mais, e nós não recebemos nem metade do que nos devem! É sempre assim...

DJ disse...

Eu só quero que eles voltem para os países deles e deixem o 1º mundo em paz. Não têm categoria para cá estar, cerca de 95% deles, e já diz o ditado "Não se dão pérolas a porcos" (em sentido figurado, claro)

PedroSilveira disse...

Quando um governo fizer isso e, garanto-te que não o digo por dizer, fugirei de Portugal nesse dia...se conseguir!Digo "se conseguir" porque muitos judeus também tentaram fugir da Alemanha depois de Hitler ter avançado para a acção (com a noite das facas longas)...mas não conseguiram!Desculpa mas foi o que me fez lembrar as tuas palavras...e sinceramente acho que se percebe bem porquê.

Conheço-te minimamente e não tens cara de votar PNR e , apesar de não ser uma questão política (eu próprio o afirmei), quando falas em um governo que os meta a mexer, inclusive os que não se identificam com Portugal, sendo portugueses, isso é mais que nacionalismo...!E aposto que o PSD não tem bem essas ideias para Portugal.Ainda bem... :)

PedroSilveira

DJ disse...

Acho que nem a brincar diria "tenho que votar PNR", quanto mais fazê-lo :)
Tratarem-se de questões de imigrantes de forma racista e violenta não é a mais aconselhada, e depois não tratar de mais nada, isto fica pior que uma anarquia.