domingo, julho 31, 2005

O verdadeiro Taoísmo...


Lao-tse. Se tivesse nascido em Portugal, provavelmente a esta hora seria conhecido como Quim Zé

O Taoísmo é constituído por dois movimentos: a filosofia (Tai Chia) e a religião (Tai Chiao). Ambos foram iniciados por Lao-tse, que viveu no século VI a.C. Tao significa caminho, ou rota. O que a filosofia do Taoísmo nos diz é que devemos aceitar todas as coisas no seu estado natural e deplora a paixão, invenções desnecessárias, cerimónias artificiais e actividades governamentais como a guerra (o Bush estava desgraçado) e os impostos (o nosso Governo estava desgraçado).
Há um interesse prático pela higiéne e pela medicina. A moral sexual e a sobriedade nas obrigações quotidianas devem ser observadas como parcelas somáveis à cosmologia e ao misticismo.

O taoísmo filosófico concebe um princípio absoluto, o Tao, inactivo e concentrado, cuja emanação gerou o que existe: "O Tao produziu o Um; o Um produziu o Dois (o yin e o yang); os dois produziram os três (o céu, a terra e o homem); os três produziram as dez mil coisas".

O taoísmo religioso surgiu no primeiro século, sob a liderança de Chang Tao-lin, um líder religioso popular que curava os doentes e que fundou um grande número de mosteiros, conventos e templos. Nos quatro primeiros séculos seguintes, Ch'ien-Chih destacou-se de entre os que lhe sucederam.O taoísmo pressupõe uma cosmovisão individual buscada no Tao, primeiro princípio do universo entrevisto ou sentido e não racionalizado, através do êxtase. Qualquer elemento existente (mineral, vegetal ou animal) é influenciado pelo princípio absoluto do Tao que habita e opera em tudo, e dele procede o destino de cada ser. Em consequência, actua em qualquer elemento existente, e a alma de cada coisa, em separado, expressa a verdadeira participação do princípio universal. Só as almas que aprenderam o grande segredo da unidade se reintegram no absoluto consciente e captam o sentido do cosmo.

sábado, julho 30, 2005

Pensamentos de uma noite de insonias

São 6 e tal da matina e continuo sem conseguir fazer aquilo que se cnvencionou chamar DORMIR graças a ideia peregrina do senhor Space Cowboy.... "o que sabia bem agora era um cafezinho né ??" - uma frase dita um Cafeinomano como eu o equivalente de acenar a frente de um heroinomano 1 grama de chinesa.... Obrigadinho....Quais quer reclamações sobre entre post deveram ser feitas e esse senhor sobre a forma de um "Obrigadinho era mesmo disto que este post não estava a precisar". Feito este Disclaimer que para quem não sabe é uma mensagenzita na qual um autor de alguma coisa evita qualquer responsabilidade directa pelas suas consequencias começa o Tsunami..... Muito bem esta muito bem deitado na cama a tentar fazer aquilo que como disse se convencionou chamar XONAR (são muito anos de bairro de street, de falta de gosto pela lingua portuguesa)até que me lembrei de que GIRO GIRO (uma pequena pausa para apreciar as ultimas 2 palavras) era alguem finalmente tentar explicar a malta que FUMAR faz bem ...... sim leram bem FUMAR FAZ BEM, voçes neste momento estão a beira de um ataque de nervos prestes a cometer Sepuko (Suicidio se preferirem) mas pronto é verdade e não retiro, ora apreciem se faz favor:

1- um fumador cada vez que compra um maço de cigarro contribui com entre 1.50 a 2.00 euros para impostos do estado o que ajuda a combater o deficit do estado....
2- um fumador medio vive menos anos que um não fumador logo estara menos anos na reforma se sequer lá chegar o que diminui os encargos do estado com a sua vida não activa ou não contributiva para o estado
3- um fumador medio tem que comprar isqueiros algo que um não fumar não faz e que Pagam IVA a 21%
4- um fumador em regra não é bom desportista em regra não gosta mesmo de fazer nenhum e mesmo se gosta-se a "caixa de ar" não deixava logo poupa ao estado gastos com polidesportivos e coisas assim que não servem para nada a um fumador permitindo que se faça compras mais importantes como mais carros para o Banco de Portugal
5- um fumador raramente chega a velhiçe ou idade Ultra avançada dos 70 80 que são as idades que envolvem mais custos de saude por parte do estado como estão mortos por essa altura os fumadores poupam esses gastos ao estado...
6- quase todas as grandes melgas deste pais (politicos, e membros de bandas pimba) fumam logo convem que morram cedo evitando cenas como as que vamos ter para as presidenciais entre a brigada do reumatico e a brigada da artrite discutindo qual deles tem menos doenças e esta mais saudavel para o cargo.... Passava bem sem um debate presidencial em que os candidatos explicam as melhores receitas para Charopes e melhores maneiras de usar Ozonol para combater as dores do corpo.....


ERGO(logo) .....

1- O que nós precisamos mesmo não é de menos fumadores é mais maços de tabaco
2- estava bem era dormir mas não consigo
3- os fumadores são os salvadores da patria
4- eu disse que Fumar era bom não disse ao que.... a saude não é de certeza mas ao Orçamento do estado È MUITO BOM (AO MENOS ISSO)
5- Não são os ministros das finanças mas os fumadores que vao tirar portugal da crise para quando um governo eleito com o programa eleitoral um portugueses uma chucha (entenda-se cigarro) para tornamos pais num estado com um orçamento em que sobra dinheiro (Supervitario)
6- a musica da abelha maia não é dos Ena Pá 2000 mas do Jaimão



VEJAM LÀ SE EU NÂO TINHA RAZÂO...........................





Ass. Militante Honorario do POUS (com insonias)

Maria José Nogueira Pinto (Lisboa a seus pés...)



Eis o blogue de candidatura desta GRANDE MULHER que, esperemos, obtenha um fabuloso resultado em Lisboa:
http://lisboaemboasmaos.weblog.com.pt/

quinta-feira, julho 28, 2005

Adivinhem lá quem é...

Diogooooooooooooooooooo!!!

Directamente de Dortumnd, depois de um dia em que competi em testes de quebra especiais, tendo ficado no grupo dos 5os classificados, no total de 24 atletas!!

Sábado, a partir das 9h (8h no nosso Portugal), estarei a combater com um espanhol no primeiro combate da categoria. Vai ter que levar nas trombas o man,m está-se memso a ver...

Beijos e abracos a todos os gays deste blog!!!

Ouvir Manuela Azevedo...



Ouvir Manuela Azevedo é um luxo! Um tipo acordar e ouvir esta voz a cantar, é qualquer coisa de maravilhoso. O dia começa bem melhor e certamente nos dá vontade de sorrir e mostrar esse pouco de felicidade que é preenchido dentro de nós por esta voz! Independentemente de questionar a Manuela Azevedo pessoa, ou a Manuela Azevedo exterior (não estou a dizer que é uma aberração interior ou exteriormente, nada disso! Estou só a abstrair-me desse contexto), era capaz de casar-me com ela, só para acordar com uma voz destas ao ouvido! É daquelas que enquanto estivesse no banho, ficava eu a pedir incessantemente, do lado de fora: CANTA PÁ! todos cantam no banho! Canta tu também! Faz-me esse enorme favor! E... quando me sair o Euromilhões, prometi algo a mim próprio: a minha 1ª e única extravagância será pagar dez vezes mais o cachet habitual dos Clã, para que me possam dar um concerto acústico, na sala de estar da minha casa e possa desfrutar desta voz sublime!

quarta-feira, julho 27, 2005

Para não esquecer...



Para todos aqueles que já devem estar esquecidos...

segunda-feira, julho 25, 2005

Alerta Nacional Geografic IX ou X Whatever

Atenção meninos e meninas depois de este domingo ter visionado na TV um certo e determinado filme da BBC cada vez mais estou convençido de que o mundo mais dia menos dia vai acabar, segundo este filme/documentario, como a BBC adora este 2 em 1, os directores do canal devem ter algum fetiche com shampoos e ucranianas, mas isso agora não interessa nada,o filme descrevia 4 de varias maneiras segundo eles o mundo pode de um momento para o outro acabar, com rigor jornalistico que é reconhecido ao Programa Nacional Geografic vamos ter de aferir das probabilidades de portugal sobreviver a estas catastrofes... A saber (adoro quando os livros de direito dizem isto mas e se eu não quiser saber, ou me estiver nas tintas para que em 1653 o vizinho do juiz de não sei aonde fez não sei o que tipico de certos autores e sei me estiver nas tintas....) mas pronto tentando não me dispersar... A Saber uma ilha afunda-se causado um MEGA-TSUNAMI que varre a terra... será que nós ja não tentamos este cenario ???? a anos que aturamos o Alberto João Jardim que é por si só uma ilha no nosso panorama politico e por muito que nós quisessemos que assim fosse, ele simplesmente não afunda, por muita merda que diga, e não varre o nosso panorama politico da sua presença quase ofensiva.... este cenario é claramente ridiculo nunca acontecerá Infelizmente... o Segundo panorama era o de, tal como os dinossauros nós humanos fossemos vitima de uma vingança cosmica na forma de um cometa que nos destruiria mas, meninos o Cometa não matou os dinossauros todos por isso ainda temos esperança, basta ver que se fala de um velho de 80 anos para se candidatar a presidencia da republica, estão a ver como a historia de que um cometa exterminou os dinossauros é um mero mito ???? sem retirar valor senatorial ao senhor Mario Soares se faz favor o senhor tem 80 anos, ele ja era velho quando os homens primitivos descobriram o fogo... Se faz favor .... quero um presidente que dure o mandato...Literalmente....O terceiro cenario era o de uma epidemia que devasta a terra.... meus senhores e minhas senhoras isto é claramente impossivel se portugal aguentou 3 anos de Durão Barroso e Pedro santana lopes aguenta tudo e mais alguma coisa estamos inoculizados contra tudo o que é verme bacteria e parasita da galaxia WE WILL SURVIVE ...... estaremos cá nós e finalmente seremos novamente uma potencia mundial que divide o mundo ao meio, mas desta vez somos capaz de ficar com tudo, só para não sermos gulosos...... Por ultimo um reactor de fusão cria uma mega explosão que destroi a terra criando um buraco Negro que suga tudo para o seu interior... Muito bem mesmo neste cenario extremista a sobrevivencia de portugal é muito boa , quem tem um buraco orçamental como o nosso esta a habituado a sobreviver na iminencia de ser destruido, e muito possivelmente com um bocadinho de sorte talvez ambos os buracos se cancelem, depois de tanto ministro das finanças que tem tentado resistir a ser sugado pelo buraco orçamental e ter falhado, ja tou aberto a sujestoes, talves só mesmo neste cenario consigamos o Miticos 3%....
Convem acrecentar a esta lista a Destruição por IP5 a Destruição por Arrastão e a Destruição por Big Brother sendo esta a mais grave ja que envolve toda população mundial morrer de estupidificação por ver 30 horas seguidas de Big Brother 1....sem duvida o cenario que mais me assustalogo seguida da Destruição por Herman SIC mais um caso de morte massiça por má TV e da Destruição por Guerra Nuclear só neste ultimo caso corremos alguns verdadeiros riscos de desaparecer.....




Ass. MILITANTE HONORARIO DO POUS NO LOCAL

sábado, julho 23, 2005

COMUNICADO

Caros companheiros, amigos, palhaços:

Venho por este meio informar que a minha actividade neste maravilhoso blog irá entrar em silly season. Dia 25 de Julho irei para Dortmund representar o nosso País no Campeonato do Mundo de Taekwon-Do e depois férias a valer. Logo estarei ausente fisicamente, mas presente em espírito.

Desejo a todos um bom Verão, reabasteçam bem as baterias, porque em Outubro começa a última grande época da nossa carreira estudantil. E muito obrigado pelo apoio dado nesta última semana.

Abraço e Bem-Hajam!

P.S. Última nota: até aqui temos sido os REIS da FDL. A partir de Setembro seremos os DEUSES!!!

quinta-feira, julho 21, 2005

Esta Esquerda...

Realmente... de Direita, ou endireitada, nada tem! Tudo é torto nesta Esquerda! Então, o Sócrates vai buscar um doente chamado Campos e Cunha, que não aguenta a caminhada no deserto de 130 dias e desiste por cansaço? Precisamos de Ministros com COJONES!! Não é cá meninos que ao fim de 130 dias amoxa!
Depois, o novo Ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, enquanto Presidente da CMVM, não declarava rendimentos?!?!?! Se todos os portugueses fizessem isso, o deficit devia ser lindo, devia! O deficit, o investimento público, o património do Estado, tudo! Fantástico Ministro! Começa bem! Um Ministro das Finanças, que graças à sua não declaração de rendimentos, agora vai tentar lutar a evasão fiscal e um equilíbrio das contas públicas! HA HA HA não me façam rir! E além do mais, com que MORAL é que ele vai dizer aos portugueses "PAGUEM! DECLAREM!"? Isto já para não falar na fraude, e no não cumprimento da Lei, que o obriga a declarar rendimentos! Vá lá, que temos um Tribunal Constitucional que ainda funciona (deve ser da frota de BMW's novos), e o obrigou a regularizar a situação em 30 dias!
Este PS, só com 5 meses no poder, já é o suficiente, para se calarem da Governação da Direita, nos próximos 50 anos!

quarta-feira, julho 20, 2005

O Fim da Barra

Querem livrar-se da Barra de Navegação do blogspot? Visitem o IpsisVerbis e têm lá a ajuda! Brevemente o Bar Velho também estará livre!

Life sucks then you die..........

The One:


Everyone makes one mistake
One more time for old time's sake
One more time before the feeling fades
One that's born of memories
One more bruise you gave to me
One more test just how much can I take
You're not the one,
but you're the only one who can make me feel like this
You're not the one,
but you're the only one who can make me feel like shit
Something never meant to be
Everything you meant to me
Wake me when this punishment is done
Those who try and get away
From the one who gets away
Someone's always someone else's one
You're not the one
but you're the only one who can make me feel like this
You're not the one
but you're the only one who can make me feel like shit
Until the end of time In another life
Until the day I die
Just save it up for one more try
Save it for the next goodbye
We go on again off again on again off
You're not the one
but you're the only one who can make me feel like this
You're not the one
but you're the only one who can make me feel like shit

Prova de que ainda se faz musicas com algum conteudo pouco mas algum é preciso procurar bem mas ainda se encontra num Tempo em são glorificadas musicas como 50 Cent e Korn que de beleza musical têm pouco e nem sequer me façam falar nas Baladas dos Fingertips, é refrescante. Obrigado a quem me indicou a musica é um retrato cru e realista da verdade que ninguem quer ver "Life Sucks Then you die" a felicidade meninos e meninas não existe não tem personalidade juricida é Inexistente, apenas existem diferentes graus de Infelicidade a cronica e a assim assim learn to live with it, a vida de facto não tem objectivo e apenas somos comida para vermes tudo o resto é tanga o que me remete para as sábias palavras de Dennis Leary o contentamente vem em pequenas doses temporais um cigarro uma gaja, come-se a gaja fuma-se o cigarro e no dia a seguir vamos trabalhar. Temos pena não fica melhor do que isto por muito que se tente......... Alvisseras a quem conseguir o nome da banda que a escreveu.

terça-feira, julho 19, 2005

Reflexão

Depois da banhada que foi a minha oral de Direito Comercial de hoje, que até nem foi muito difícil, diga-se de passagem, pus-me a reflectir acerca da minha vidinha banal e coloco a mim mesmo uma questão: mas que raio é que eu ando a fazer da minha vida nos últimos tempos?

Tenho uma vida do melhor que poderia ter, uma boa família, bosn amigos, boa saúde, frequento um bom curso de Ensino Superior, na melhor Faculdade de Direito do país, mas no entanto ando desde há uns tempos para cá a não dar a importância devida a esses factos.

Olhando para trás, julgo que o meu sentido de responsabilidade, que nunca foi assim muito apurado, sempre fui um preguiçoso do pior, começou a descer vertigionasamente a partir do 3º ano, um ano complicado é certo, mas com cadeiras no meu ponto de vista interessantes que fazem com que um aluno sem ter que estudar muito ainda assim consiga tirar notas razoáveis. Foi o que aconteceu na minha situação, não tendo eu estudado nada por aí além, consegui safar-se bem nesse ano, com todas as cadeiras feitas, se bem que um bocado de sorte à mistura.

Foi um ano complicado a nível pessoal, como sabem bem algumas pessoas mais chegadas, mas ainda assim superou-se bem.

E eis que chega o 4º ano, o ano em que dizia nos eu ínicio que ia ser o ano da "virança"(Ana Drago no seu melhor), e de facto até comecei cheio de entusiasmo, chegando ao ponto de ir buscar cenas à biblioteca, entre outro tipo de coisas. Até ás aulas teóricas eu ia! As perspectivas eram pois, muito boas.

Mas não. Quando volto dos EUA, vindo da Taça do Mundo de Taekwon-Do, o sistema das perguiças do 3º ano voltou. Não percebo porquê. Tento procurar no fundo da minha alma a razão pela qual tudo isto se passou e se tem passado e até agora mas ainda não achei a solução. Eu bem sei que também estou nuam faculdade lixada no que concerne a avaliação, e a exigência é muita, mas isso até à bem pouco tempo era um estímulo para mim. Lembro das célebres aulas de Economia Política e e Direito Constitucional I e II, em que falava pelos cotovelos, e sempre com muito interesse e entusiasmo.

Agora a atitude é exactamente a oposta. Chego á faculdade, vou ás aulas, não oiço nada, tou sempre a pensar noutro tipo de coisas, para mim tudo é motivo de paródia, e vou perdendo oportunidades para brilhar e para me enriquecer não só como aluno e futuro jurista, mas também como pessoa. Não me percebo, algo se passa de muito grave... E não posso usar como argumento o facto de ter alguns assistentes incompetentes como factor principal, pois os bosn que tenho tido também eu não tenho sabido aproveitar a sua sabedoria.

Hoje na oral de Direito Comercial foi a gota de água. Eu senti durante todo o tempo que não dizia nada de jeito, que era uma situação vergonhosa a que estava a viver. No final só me apeteceu pedir desculpa ao avaliador pelo tempo que ele perdeu comigo. Mais valia que nem sequer tivesse ido, se era para fazer aquelas figuras rídiculas.

A verdade é nua a e crua: chegando a um certo ponto, neste caso o 4º ano, não há senso comum, não há sorte que nos valha: ou se sabe ou não se sabe e consequentemente não se passa de ano.

Passei a manhâ inteira a dizer "Diogo Ferreira: 1 de oral, 0 final". E dizia-o porque de facto era esse o sentimento com que fiquei quando sai daquele anfiteatro depois da minha prova. Para quem tinha o sonho de tirar uma boa nota de final de curso, está muito complicado...

Pior que isso tudo, é continuar com aquele sentimento de que eu não sou uma pessoa burra nem sequer com pouco jeito ou interesse para o curso. E isso afecta-me ainda mais e pesa-me a consciência, pois sinto que estou a desperdiçar as minhas boas capacidades intelectuais, capacidades essas que muitas pessoas não têm...

Teho agora oral de Direito Penal na 6f. E depois disso o Campeonato do Mundo de Taekwon-Do. Esperemos que sejam momentos de viragem e que eu tenha muita força de vontade e muita ambição para voltar a ser o que um dia já fui, um jovem ambicioso, interessado e com a esperança de mudar o mundo...

Numa coisa ao menos tudo tem corrido bem: o Amor. Só espero também não contribuir para que esse lado não quebre.

Porque sim, tens sido Tu a principal motivação da minha vida nos últimos tempos e tem sido Contigo que eu me tenho realizado todos os minutos da minha vida. Adoro-te...


P.S: uma palavra muito especial também para os meus colegas e amigos, que nunca me abandonaram e têm sempre se disposto a ajudar-me e puxar-me para cima. A eles o meu muito Obrigado.

segunda-feira, julho 18, 2005

O tempo passa...



Pois é. Se há coisa que mais me marca, e que nunca esquecerei, foram os anos que passei no Liceu. Eram tempos tão mágicos, tão simples, em que tudo parecia ter uma importância extrema para mim. Tempos em que comecei a aceder à internet (comecei em 1996); tempos em que tinha o chamado netpac, que tinha que carregar com 5.000$ para ter acesso a 30horas de navegação; tempos em que conheci o mirc, e cheguei a passar quase 2 dias seguidos lá sem pregar olho (pois é... era almoçar no PC, jantar no PC...); tempos em que o canal Portugal com 80 pessoas considerava-se "lotado"; tempos em que toda a gente que se encontrava na net, era sincera, e nutriam um carinho enorme entre todos; a curiosidade sobre este desconhecido era enorme; tempo em que podia ir ao 30-50 (mesmo sendo adolescente) e recebiam-me bem, e tratavam-me como se um trintão fosse; tempo em que se podia construir "quase" uma família na net, dado que todos eram muito próximos; tempo em que haviam canais com servidores de mp3 na ptnet; tempos em que a net chegou a ter um BOOM enorme, e o canal Portugal de 80, passou para 1000 users, e tinha que fechar; a rede tinha mais de 20.000 users e tinha que vedar o acesso aos que tentavam entrar a todo o custo; tempos em que as mulheres ainda não eram desconfiadas; tempos em que os tarados ainda não entravam (muito); tempos em que ao criar-se um canal, facilmente o tinhamos cheio; tempos de ir aos newsgroups ver pornografia; tempos de ir aos newsgroups para conhecer pessoas novas; tempos em que ia ao PSS (Pt.Soc.Sexologia) e era conselheiro sentimental de muita gente, e muita gente era de mim; tempo em que muita gente sentia a minha alegria e dor, relativamente a imensas coisas; tempos em que o PSS apesar de ser sexologia, não era um antro de tarados sexuais, mas de pessoas que realmente discutiam temas diversos (vão ver como é nos dias de hoje); tempos em que pela primeira vez troquei um e-mail e conheci esse alguém (só virtualmente, claro): chamava-se Svetlana e era Russa (nunca mais me esqueço, nem sequer da 1ª foto que me mandou, a 1ª via net); tempos em que valia a pena guardar logs de canais; tempos em que surgiu o ICQ e era considerado um programa fora de série; tempos em que o netmeeting estava na moda e ter um modem de 33.600 era um luxo; tempos em que a TVI dava boas séries que marcaram a nossa infância, e outras que marcavam a nossa adolescência; tempos em que o Benfica ainda me fazia ter quase ataques cardíacos; tempos em que a ESEG (Escola Secundária Elias Garcia-Cacilhas) ainda existia com aqueles barracões enormes; tempos em que a escola fechava 2 e 3 dias porque tinha que ser desinfestada de baratas e ratos; tempos em que tive as típicas paixões pelas profs; tempos em que senti o que é a verdadeira amizade, como nunca tinha sentido, nem nunca mais cheguei a sentir (o companheirismo era surpreendentemente arrebatador); tempos em que dava cabo da cabeça aos professores com as minhas teorias do além, mas às quais muitos não tinham resposta; tempos em que a minha turma (parte masculina) ficou 3 semanas sem Educação Física porque tinham roubado uma sanita do balneário e nunca ninguém descobriu quem, ou onde ela foi parar; tempos maravilhosos, em que, ao longo de 3 anos, só se jogava voleibol nas aulas de Educação Física; tempos em que consegui convencer a turma toda a assinar uma folha, para ficarmos com a Prof. de Inglês no ano seguinte (dado que ninguém suportava a professora, e eu era o único que gostava dela... é uma vitória); tempos em que a Prof. de ITI era uma amiga quase "dos nossos"; tempos em que a Prof. de TTI começou a ser vocalista do grupo Great Lesbian Show; tempos em que uma simples visita de estudo à Arrábida foi talvez o melhor passeio que podiamos ter tido nas nossas vidas; tempos em que copiavamos os testes de Matemática à grande, da rapariga crânio da turma e tinhamos melhores notas do que ela; tempos em que copiámos metade de um teste de Economia por uma, e a outra metade por outra, e as notas das duas juntas não chegavam à nossa; tempos em que eramos 10 a jogar ao Uno nas aulas de Sociologia, e outras tantas; tempos em que a nossa Prof. de Português nos dizia que nos deixava jogar ao Uno, se fosse essa a única forma de estarmos calados; tempos em que a ESEG era a única escola da Margem Sul do Tejo, onde podiamos entrar, sair, anda à vontade sem estarmos preocupados se estaria algum gang à entrada para assaltar alguém, ou a traficar droga e outros afins; tempos em que a sala de computadores foi praxada pelos nomes Tiazinha-H e JoaOliveira; tempos em que tive um 19,5 porque a prof. de TOE gostava mais da Zélia e quis dar-lhe o 20; tempos em que entrava de manhã, tomava um pequeno-almoço decente na fonte luminosa, vinha almoçar a casa e voltava para as aulas da tarde; tempos em que ainda ia para Almada; tempos em que faziamos a prova global de ITI pelo winpopup; tempos em que jogavamos puzzle bubble (outro jogo do momento) durante as aulas de ITI; tempos em que o Prof. de Matemática me mandava a mim e ao meu amigalhaço irmos comprar flores e medicamentos à farmácia e depois lancharmos com o dinheiro que sobrasse; tempos em que fiz flexões por não conseguir resolver um exercício de matemática; tempos em que os X-Files eram a série viciante do momento; tempos em que os nossos jantares de turma, eram realmente os melhores; tempos das jantaradas no Horácio; tempos dos almoços no M Bica; tempos das futeboladas; tempos das praias; tempos em que... fiz grandes amigos e infelizmente todos se perderam; tempos em que vivi o 1º enorme amor da minha vida; tempos em que o CM3 era o jogo da moda, e o Tomb Raider era o jogo mais avançado do momento; tempos em que gravei o Tomb Raider a um colega meu, em +- 78 disketes; tempos em que a TV Cabo só aparecia em muito poucas zonas do país; tempos em que o telemóvel ainda não era de conhecimento público e se quisessemos fazer chamadas ou iamos à cabine ou era pelo telefone de casa; tempos em que ainda ninguém tinha carro, e talvez fosse isso mesmo que nos unia mais uns aos outros; tempos em que tinhamos que correr para apanhar o último autocarro quando nos viamos; tempos em que... tanta coisa... e tudo o que vejo é que estes anos nunca mais voltarão. O que sinto é um misto de dor/saudade/saudades e fica a alegria de ter vivido o máximo, de ter sorrido como nunca sorri. Vivi como nunca vivi! Tinha tanta gente à minha volta e sentia-me acompanhado! Hoje, sinto companhia, mas... não é tanta! Falta algo! Não sei se os outros estão a ficar excessivamente adultos, se sou eu que estou a manter a criança que há dentro de mim anos a mais. Uma coisa é certa: se manter essa criança que há em mim, me fizer continuar a ter sonhos, a recordar os tempos em que FUI feliz, e a agir como se tivesse 16 anos, então quero continuar assim para sempre. São estas memórias que por vezes nos fazem mexer, e este tipo de sonhos que nos faz lutar! Para a posteridade, fica a foto que tirei com a minha turma, no último dia de aulas na ESEG, em 1999. A escola foi praticamente toda demolida 1 ano depois, e reconstruída. Foram-se os barracões, mas tenho aqui mais fotos desse tempo :) e as memórias, ninguém as deita abaixo! Acabou a felicidade verdadeira e pura e até a net começou a ser diferente, começou a tornar-se naquilo que hoje todos sabem que é. Nunca mais consegui sorrir daquela forma que sorria. Nunca mais me voltei a sentir tão acarinhado e com tanta atenção. Os meus amigos/colegas sentiam-me e compreendiam-me e apoiavam-me. Davam-me atenção. Hoje, parece que tenho 100x mais atenção e pessoas à minha volta, mas... sinto menos todas essas coisas. Será que o meu EU ficou lá atrás e tudo o que sobrou foi um resmungão que reclama de tudo e de nada e se transformou no "elemento do contra"? Foi assim, que eu um dia fui feliz! E mais ainda espero vir a ser! É com este sonho e espírito, um misto de, maduro-infantil que quero continuar, até que um dia a vida me leve!

O Acessorio e o Principal

Depois de se passarem dias e dias e até semanas voltei para dizer merdas as colheres num post....Se vos vai causar indigestão ainda bemmmmm.....
O Principal e o Acessorio
Embora este blog não tenha sido constituido para ser uma fonte de reflecção profunda sobre seja o que for não posso deixar de me chamar a atençao de vos, pobres almas perdidas que leem este post para algo que realmente me anda cada vez mais a chatear profundamente na sociedade portuguesa e mundial da actualidade... Perdeu-se o sentido do que é PRINCIPAL e do que é ACESSORIO, neste momento voçes ja devem ja esta a pensar mudar de site arrancando os cabelos na antevisão de mais um post pseudo intelectualoide, ou pseudo filosofico.... Não desesperem não vos vou levar por esse caminha porque como todo o Fan do Star Wars sabe esse é o caminho para o DARK SIDE ..... seguido o Brocardo FILOSOFIA LEVA AO ABORRECIMENTO, O ABORRECIMENTO LEVA A RAIVA, A RAIVA LEVA AO ESPANCAMENTO FEROZ DE ESTE AUTOR, o que apesar de merecido, é Evil (pelo menos para mim)... mas gostava que tivessem em conta os seguintes promenores.... Na sociedade portuguesa cada vez mais se discute se o deficit é 6.3 6.4 ou 6.83 como se promenor de o deficit ter mais 0.3 ou menos 0.3 fosse uma vitoria quando o PRINCIPAL é que devia ser 3 WAKE UP PLEASE estou cansado de ser tratado como um defeciente mental que devia ficar felicissimo porque apenas me deram 6.5 choques electricos em vez de 6.8 quando me tinham apenas de dar 3.... È acessorio não discutam isso discutam como é que vão converter 6 em 3 em 4 anos sem fazer implodir o estado social que temos agora ....isso é que é importante a discussão dos 6.Whatever é Acessoria e apesar de ser um interessante exercicio mental para adormecer em vez de contar carneiros não dá maior ou menos liberdade de acção, Bruxelas não vai olha para o Papel e dizer é 6.72 podia ser pior podia ser 6.83 vamos deixar esta passar, se fosse 6.83 é que era o CATACLISMO ....
Apreciem, que ninguem no passado recente apresentou seja que ideia for para reduzir o defict no orçamento rectificativo, os partidos de direita ficaram extremamente ocupados a dizer que o estado esta gordo e precisa de ser reduzido mas ninguem apresentou medidas... Ninguem disse assim "meus meninos o estado gasta demasiado no secto A B e C temos de cortar 50% dessas despesas fazendo isto...."se escutarem o silencio dos politicos denotam logo quais aqueles que tem ideias e os não as tem.... eu escrevi bem .... não escutem as suas palavras escutem os seus silencios o que eles não dizem a direita não diz que preferia ter um serviço nacional de saude privado em esmagadora maioria, não diz que em grande medida preferia acabar com muitas das prestações sociais que temos no nosso estado "ainda" social passando por exemplo os serviços de pensoes para as maos dos privados reduzindo os encargos dos estado....para evitar apresentar estas ideias que certamente levariam a uma drastica redução da sua posição eleitoral preferem não discutir o PRINCIPAL ideias sobre o Pais e o seu desenvolvimento mas sim ideias sobre o Acessorio se o Minitro das Finanças se enganou a somar 2 valores num dos N mapas do orçamento rectificativo ..... Não fiquem com a ideia que este mais um blog politico porque tambem não é bem assim ... recorro apenas a exemplo da vida politica porque estes tem mais visibilidade e mais facilmente passo a ideia que realmente na nossa sociedade cada vez mais se GLORIFICA o assessorio e não o Principal ... Nem fiqum com a ideia que pretendo com esta escolha de exemplo glorificar o Governo actual o que não é o caso...ja que tambem se pode acusar josé socrates de ter enveredado pelo caminho facil de discutir o acessorio as medidas pontuais as SCUTS ou se Faro devia ou não ter um hospital em vez de ter discutido o que realmente era importante na campanha eleitoral tendo com sucesso fugido a muitos dos temas quentes como o que vai fazer com a saude ou com a educação e segurança social em que na minha opinião esta a BASE mais essencial do estado social actual preferindo referencias faceis e obscuras a um Plano Tecnologico que viria Qual D. Sebastião aperecer do nevoeiro das eleições para salvar portugal... Vão me dizer mas a tecnologia no sec. XXI é vital para a competividade portuguesa com a UE e fundamental apra conseguirmos repor o pais no caminho para a convergencia... Sim mas para existir esse efeito positivo da tecnologia nessecita que exista Know How de utilização é necessario que exista em portugal uma educação Lato senso (não apenas ensino primario basico secundario e superior) que prepare cada vez melhor as pessoas para a sua utilização muitas das nossas empresas podem estar preparadas com maquinas de topo de gama e computadores de ponta mas será que estão a ser Maximizados na sua funcionalidade num pais em que cada vez mais a nossa juventude deixa a escola cedo (9 ano) e envereda por outras actividades por vezes ilicitas estaram eles preparados para a tecnologia que ira fazer o CHOQUE TECNOLOGICO que este governo quer fazer e bem em portugal... Parece me que mais uma vez se começa pelo telhado e não pelas paredes de sustentação mais uma vez se começa pelo acessorio e não pelo principal a tecnologia apenas funcionaria como catalizador do desenvolvimento se existirem bases para isso, mais uma pergunta que deixo no ar a tecnologia será fomentada de dentro para fora no sentido ajuda as faculdades para o desenvolvimento de novas tecnicas e programas como ajuda a empresas como a Critical Systems que cria software de ponta para NASA ou fomentada do exterior para o interior com "importação" de empresas e tecnicas estrangeiras para portugal parece que esta ultima não será de longe a melhor solução... Relembro uma velha estoria sobre a ajuda portuguesa a um determinado pais africano em que em sede de ajuda humanitaria de combate a uma epidemia um ONG mandou para esse pais uma maquina de Raios X topo de gama novinha em folha.... Ironia das ironias essa maquina nunca foi usada porque nesse pais não existiam radiologistas qualificados e preparados a trabalhar com ela ... Será que o mesmo não se passará connosco ?...Já me imagino muita repartição de Finanças a receber computadores novinhoes em folha e não conseguirem descobrir o botão de On e Off... mas isso sou eu que quero se mauzinho....
O dominio do Acessorio sobre o Principal não existe apenas na politica apenas de nela ter a sua expressão mais forte ... cada vez que trocamos 2 ou 3 vezes de telemovel por mes apenas porque o proximo tem mais 1 ou 2 mariquiçes para nos divertir estamos a dar expressão ao Acessorio ao bicho que todos nos temos dentro de nós que nos manda ter os brinquedos mais bonitos do bairro em vez de ter em conta o Principal com esse dinheiro podemos fazer muito mais coisas importantes, quando dizem que portugal é o estado da UE em que os cidadãos mais endividados em media segundo o diario economico 2/3 de um salario vão para pagar dividas.... mas no entanto existe quem troque de casa 1,2 ,3 vezes seguidas só porque não gosta muito da cor das paredes ou porque quer uma casa maior que a do vizinho apesar de não ter dinheiro para isso... estamos a dar redea solta ao Acessorio ao Aparente ao que pior existe na alma humana sem considerar o principal se calhar se não tivesse comprado aquele 2 carro para a minha mulher ou marido e não o estive agora a pagar ao banco existiria mais ordenado no fim do mes .... se calhar ... não sei.. Urgo que se volte a pensar no Principal talves de um modo mais calhar idealista urgo que se volte ao Valores como o Bom Senso que parece que abandonaram as costas portuguesas a uns tempos que se deixe esta Correria consumista em que se quer as coisas PORQUE SIM e não PORQUE SE PRECISA em que se diz ou não se diz as coisas PORQUE PARECE BEM e não PORQUE SÂO O QUE SE PENSA me que se prefere ser parecido com a mulher de cesar em vez de ser a mulher de cesar. Urgo ao primado do Principal que ele volte as costas portuguesas numa qualquer noite de nevoeiro de Alcacel Quibir....é melhor ir a correr a loja comprar o novo Nokia porque este brilha no escuro.... é sempre util um telemovel brilhar no escuro se não o fizesse como é que os gatunos o encontram....




Ass. Militante Honorario do POUS

domingo, julho 17, 2005

Músicas do nosso tempo...


Os balões do João... (da Maria João, claro)


O balão do João
Sobe, sobe pelo ar.
Está feliz o petiz
A cantarolar.
Veio o vento a soprar
Leva o balão pelo ar.
Fica então o João
A choramingar.
Cai, cai, balão,
Cai, cai, balão,
Na rua do sabão.
Não cai não, não cai não, não cai não,
Cai aqui na minha mão.

Quarteto Fantástico

Este filme, que promete ser um estrondoso sucesso nas nossas salas de cinema (a exemplo do que tem sido pela Europa fora e EUA. Mais uma vez somos os últimos a receber este filme. Atrasos... enfim... a culpa é do Sócrates), conta a história de quatro viajantes de uma jornada espacial experimental, que recebem uma carga de radiação e com ela passam a ter poderes especiais. De frisar, que trata-se de uma história verídica (muito mesmo), como há muito não se via (mais ou menos desde Regresso ao Futuro, ou ET). Aliás, aquela da invisibilidade feminina, trata-se de uma sátira ao sexo feminino que, obcecado pela cuscuvilhice, tem como maior ambição ser transparente para poder ver as lojas onde a amiga compra roupas, ou com quem é que o marido lhe põe os cornos, etc. O fogo, sem sombra de dúvida que representa o MACHO! Come on baby... light my fire! Quanto à "Coisa", já é mais uma característica mista. Ora, a Coisa, é mais ou menos uma pedra, que fica duríssima, rijíssima. Qual não é o gajo que gosta de dizer à sua menina "Estou duro que nem uma pedra. Toca lá... toca lá..."? E pelo lado feminino, aquelas gajas que são duras que nem uma pedra: os homens bem tentam furar e desbravar caminho, mas elas não deixam. Começam logo a fazer-se difíceis e a dizerem "Tu? Aqui?! Estás a delirar". Depois andam eles com a máxima dos gajos que acreditam em milagres "Água mole, em pedra dura, tanto bate até que fura". Eles bem tentam, por cima, por baixo, de lado... mas nada. Por fim, temos o tipo elástico, que representa a juventude, sobretudo os gajos quando são putos, que andam com a mania dos tamanhos e começam a "esticá-la" a ver se cresce mais um centímetrozinho ou dois, para depois pensarem que são do mais masculino que há (neste caso, o "putos" e "juventude" aplicam-se, forçosa e extensivamente, aos gajos que com 20, 30, 40, 50 anos padecem destas características). Então, o gajo do filme, quer esticar-se para chegar à Lua. A Lua aqui nem sequer vou dizer em que se traduz no exemplo referido, porque algumas crianças lêem isto, e depois tenho a Comissão de Pais, a Comissão de Alunos, a Comissão de Apoio à Vítima [sei que me esqueci de referir cerca de 342 Comissões e respectivos directores (mais jobs for the boys), mas ficam abrangidos nestas três], e depois começam a dizer que somos uns preversos, e não respeitamos ninguém, e de forma alguma quero colaborar para que este País se torne um verdadeiro Cabaret da Coxa (muito bom já é ser República das Bananas). É de referir, ainda, quanto a esta história edílica, veridíca e muitas mais coisas terminadas em "ica" (exclui-se hemofílica), que este quarteto é composto por 3 tipos e uma tipa, também em crítica à nossa sociedade (nossa, leia-se portuguesa, porque em grande parte da estrangeira isto não se passa. Só no 3º mundo... ou em 2º mundo eterno aspirante a 1º, como é o caso português). Perguntam vocês: mas porquê?! 3 rapazes... 1 rapariga... é a eterna história do "parecem cães atrás de uma cadela". Onde anda uma miúda gira, andam logo 3 ou 4 a querer ver se apanham alguma migalhinha que ela com algum desprezo deita para o chão, e fica feliz da vida por ver que eles não a largam, mas estranhamente (ou não), finge-se de púdica (nem sequer isto conseguem chegar a ser... é assim a bonus portuguesa familiae). Mas vendo bem deste ponto, até nem é assim tão mau, dado que se fossem 3 meninas e 1 transeunte, o gajo de certeza absoluta que surgiria com uma camisola cheia de lantejoulas, abraçado a uma barbie, e com maquilhagem, etc. Por isso, assim sempre se tenta colocar um mínimo de virilidade nos tipos (e de certa maneira, alguma burrice, trolhice, azeiteirice, e outras coisas acabadas em "ice"). Tentem aprender alguma coisa com este filme. Se tal suceder, quiçá, daqui a 50 anos não teremos um fantastic four mais "ideal" em vez destas eternas cenas em que eles são cavalheiros e têm direitos (poucos para com ela) e deveres (buéééééé para com ela), e ela tem os direitos todos deles juntos, e deveres... tá quieto! Este filme, friso, trata-se de uma perfeita crítica à nossa sociedade, onde se critica a sociedade monogâmica, bem como o comunismo com potencial ascendente de extrema direita. No final, fica uma mensagem de apreço para com os países de terceiro mundo, pedindo uma maior justiça na concorrência comercial, bem como incentivos aos donativos, para a construção de estádios na Etiópia, para que lá se realize o Mundial de 2034. Claro que a primeira coisa a ser "construída" será o relvado... onde, até 2034, aquela gente vai plantar umas couves e umas cenouras, enquanto não se dão ali uns toques na bola. Ops... já me ia esquecendo: no final, a vilã da história que é muito parecida com uma menina americana, que tem de apelido "bonita" em francês e cujo nome começa por A (acho que é Angélica), aparece a rodar os tipos todos de Bolliwood, e no fim, decide dar uma de Madre Teresa, adquirindo o passe sobre uma menina africana, para que esta no futuro lhe venha a dar lucros numa futura transferência para o "Abandonados FC".

sábado, julho 16, 2005

Guerra Junqueiro e como se mantém actual...

"Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, - reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta (...) Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta ate à medula, não descriminando já o bem do mal, sem palavras, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados (?) na vida intima, descambam na vida publica em pantomineiros e sevandijas, capazes de toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira a falsificação, da violência ao roubo, donde provém que na politica portuguesa sucedam, entre a indiferença geral, escândalos monstruosos, absolutamente inverosímeis no Limoeiro (...) Um poder legislativo, esfregão de cozinha do executivo; este criado de quarto do moderador; e este, finalmente, tornado absoluto pela abdicação unânime do pais, e exercido ao acaso da herança, pelo primeiro que sai dum ventre, - como da roda duma lotaria. A justiça ao arbítrio da Politica, torcendo-lhe a vara ao ponto de fazer dela saca-rolhas; Dois partidos (...), sem ideias, sem planos, sem convicções, incapazes (...) vivendo ambos do mesmo utilitarismo céptico e pervertido, análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais um ao outro como duas metades do mesmo zero, e não se amalgando e fundindo, apesar disso, pela razão que alguém deu no parlamento, - de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar (...)"



Guerra Junqueiro, in "Pátria", escrito em 1896

domingo, julho 10, 2005

Maria José Nogueira Pinto


Eu aposto nela para a Câmara Municipal de Lisboa! E tu? Façam as vossas apostas!

segunda-feira, julho 04, 2005

Eu se pudesse votava nela, duas ou três vezes...

Elsa Raposo é a candidata pelo PPM à Assembleia Municipal de Cascais!!!



Já tou a imaginar o seu discurso de tomada de posse, caso ganhe: "Ah, eu gosto muito de estar aqui, é muito giro ser Presidenta, e tenho confetis para oferecer nestes 4 anos de mandato!"

Portugal no seu melhor.

sábado, julho 02, 2005

Live 8

É do conhecimento público a minha opinião sobre África e também sobre este tipo de manifestações que regra geral produzem como resultado 0. Porém, acho que desta vez, é mesmo a única forma de poderem fazer alguma coisa. Porquê? O intuito do Live 8 é acima de tudo um Comércio Justo, bem como a Eterna Dívida Externa que abate qualquer país de 3º mundo. Ora, sendo eles de 3º mundo, e tendo por natureza, poucos recursos, o que será deles se estiverem a pagar "ab eternum" milhões e milhões de dólares aos EUA e a outros países? Uma coisa é alguém contraír um financiamento e ir pagando-o, com juros. Outra coisa bem diferente, é contraír esse financiamento, e pagar o mesmo, e além dele, pagar juros sobre juros, dado que os juros são livremente flutuantes. Ou seja, os países todos que são alvos da dívida externa (Portugal incluído), já pagaram o devido montante e os respectivos juros há décadas!!! Mas, como os juros são flutuantes, são devedores eternamente! A causa da eterna dívida são os juros bastante flutuantes, porque à medida que aumentam os juros, os países já estão a pedir emprestado mais e mais dinheiro para cobrir esses juros. Se o montante se encontrasse fixo, bem como esses juros, a esta hora, já ninguém devia nada a ninguém, mas como devem entender, os EUA e os outros países, não parecem muito interessados em perder fontes de rendimento, que sejam eternas!
Como tal, acho subhumano, os países estarem há décadas a pagar rios de dinheiro de uma dívida que já se encontra mais que quitada! As que não se encontram ainda saldadas, é bom que se fixe um montante fixo, de forma a que algum dia (ou século), a mesma acabe! Desde que paguem o que devem, tudo bem. Desta forma, acho também injusto os países desenvolvidos chantagearem o 3º mundo no que toca a Comércio, tendo ontem reparado num programa de TV que os Estados Unidos vendem os seus produtos a um preço mais barato do que os países africanos produzem os mesmos, fazendo desta forma concorrência desleal e quando se pode incentivar os agricultores a produzir mais, levam-nos à pobreza, porque se não escoam os seus bens, não os conseguem vender, e estragam-se!
É por estas e por outras quantas razões, que sou a favor do fim à "eterna dívida externa", dado que é completamente injusto, seja para quem for, ter que enfrentar uma dívida que sabe que nunca vai conseguir quitar. Alguns países já se recusaram a pagar mais, porque não têm como, mas países como os EUA ameaçaram-nos, fazendo com que os mesmos ficassem obrigados a pagar. Talvez se os EUA deixassem de ter peso em organizações como OMC, entre outras, as coisas se tornassem mais justas. Mas isso também cabe aos outros países desenvolvidos. Por isso, enquanto os políticos dos respectivos países desenvolvidos (Portugal incluído) nada fazem perante este cenário, e os países africanos, asiáticos e sul americanos, nada podem fazer, é bom que pessoas importantes façam este tipo de movimentos, porque é mesmo das únicas formas de se pressionar alguém a fazer algo.
Toda a gente sabe a minha opinião sobre África, e não a vou repetir, mas... acima de qualquer coisa sou a favor das condições humanas, e da justiça! Se já pagaram a dívida, por favor, extingam a mesma. Quem não pagou, sou a favor que pague e com os respectivos juros (não flutuantes)!

sexta-feira, julho 01, 2005

FDL (novamente...)

É tão engraçado eu por um recurso às 15:30 e aparecer na net que o meu exame já foi lido e relido pelo Prof. Pamplona Corte-Real, e ainda corrigido, pelas 15:45, e surpreendentemente ficar com a mesma nota. Realmente, posso acreditar que o Prof. leu o meu recurso, e ainda corrigiu com toda a minuciosidade o meu exame. Sem sombra de dúvida, que 2ª feira vão voltar a levar comigo. O Pamplona Corte-Real tem uma visão supersónica e inteligência também, já que em 15 minutos consegue corrigir o meu exame. Se tudo fosse assim, então acho que ele devia ter feito testes de 4º ano em geral, em vez de testes de subturma, porque 15 minutos com cada teste e exame, em 3 dias estava tudo feito.
FDL é a vergonha nacional, e mais uma vez repito: 2ª levam comigo!

Salão Erótico Internacional de Lisboa


Estivemos e vamos continuar a estar diariamente no Salão Erótico Internacional de Lisboa, e deixamos aqui um especimen da qualidade que nos/vos espera. Nesta foto tirada por nós, temos a Suzi Diamond e espero que aproveitem e vão até lá para a conhecer! Se gostaram das fotos mailem-nos, porque temos muitas mais de muita qualidade! Quem domina? Sexo, sim, é Cultura! E muita!